Curtas da semana #18

Recentemente, conheci umas gémeas. Esfreguei o pau de contente com a ideia de um 3 em 1, mas saiu-me um 31.

A mais velha (nasceu 4 minutos antes da irmã) parece estar sempre com comichão no grelo e gosta de abocanhar colhões aos pares. A mais nova prefere lamber cricas, mas, de 2 em 2 meses, convida uns caralhos para lhe trabalhar o esfíncter como deve ser.


Sugeri-lhes juntar o útil ao agradável, mas as tipas não foram na cantiga. Explicaram-me que eram gémeas monozigóticas, mas isso não fazia delas um estranho número de circo. Ou seja, tive que as comer à vez.

Conclui o seguinte:
1. Não há gémeas iguais.
2. Não deixes que a outra saiba da primeira.
3. Não as fodas no mesmo dia. Elas conhecem o cheiro uma da outra.
4. Não as trates pelo nome. Vais-te enganar na gémea.
4. Não repitas a façanha. Escolhe a que te fizer vir primeiro e manda a outra apanhar no cu.
partilha:

6 comentários:

  1. As gémeas...elas é que me comeram todo e eu não pude fazer nada, quando dei conta estavam as duas a mamarem-me no caralho como se não houvesse amanhã

    ResponderEliminar
  2. Até as Gémeas? Rsrsrrs
    És um gajo de sorte :) Que nunca te falte a força na... mente, rsrsrs

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. há gajos que têm força em locais estranhíssimos. olha o sansão: sacava gajas e matava gajos com o cabelo. eu prefiro manter a minha força bem lá em baixo, na verga.

      Eliminar
  3. E sendo gêmeas não podem dividir o seu brinquedo? Aaaah, tudo bem, não sou referências para essas coisas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. podem dividir o que quiserem. até o caralho que as foda. e nem precisavam de ser gémeas

      Eliminar