Cantigas do bandido #12

Eu só queria dar-lhe uma trancada, mas ela preferia fazer amor comigo. Tive, por isso, que tomar medidas drásticas: enfiar-lhe o cacete na garganta e cantar-lhe o que a Rita Lee me ensinou...

Amor é um livro
Sexo é esporte
Sexo é escolha
Amor é sorte

Amor é pensamento, teorema
Amor é novela
Sexo é cinema

Sexo é imaginação, fantasia
Amor é prosa
Sexo é poesia

O amor nos torna patéticos
Sexo é uma selva de epiléticos

Amor é cristão
Sexo é pagão
Amor é latifúndio
Sexo é invasão
Amor é divino
Sexo é animal
Amor é bossa nova
Sexo é carnaval

Amor é para sempre
Sexo também
Sexo é do bom...
Amor é do bem...

Amor sem sexo,
É amizade
Sexo sem amor,
É vontade

Amor é um
Sexo é dois
Sexo antes,
Amor depois

Sexo vem dos outros,
E vai embora
Amor vem de nós,
E demora

Amor é isso,
Sexo é aquilo
E coisa e tal...
E tal e coisa...
podes partilhar:

4 comentários:

  1. Discordo plenamente da Rita Lee...acho que ela não sabe puto do que é o Amor...mas para quem não sabe puto até parece giro, a letra...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. a rita lee tem a mania: meu bem, você me dá água na boca/vestindo fantasias, tirando a roupa/molhada de suor de tanto a gente se beijar/de tanto imaginar loucuras. a gente faz amor por telepatia/no chão, no mar, na lua, na melodia/mania de você/de tanto a gente se beijar/de tanto imaginar loucuras.

      Eliminar
  2. Fazer amor só com a digníssima e chifruda esposa; sei...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mas se o problema é a palavra... 'bora fazer amor!

      Eliminar