acalma o pipi

Não. Ainda não. Eu sei que queres. Consigo ver nos teus olhos pretos. Ouço-o na tua respiração ofegante. Sinto-o na tensão das tuas coxas. Repara como o teu clítoris está inchado. Pulsa ao ritmo dos meus dedos. Gostas que te toque, não gostas? Basta olhar para ti para perceber que gostas. Estás a tremer. Desesperada por te vires.

Mas não. Ainda não. Eu sei que queres. Consigo percebê-lo pelo tique-taque do teu abdómen, pela pulsação repetitiva das tuas artérias do pescoço. Shhhhhhh... Respira. Lentamente. Já parei de te mexer, reparaste? Relaxa a barriga. Descansa o maxilar. Linda menina. Agora conta até 10...

E depois voltamos ao início. As vezes que forem necessárias.
partilha:

7 comentários:

  1. Tântrico...
    Abraço
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. há um tantra que eu uso imenso: "tásfodida, tásfodida, tásfodida, tásfodida..." podes dizê-lo 10 vezes que te vens em 3 tempos

      Eliminar
  2. António, não se deve castigar assim os Pipis, eles são seres sensíveis e podem ficar magoados, seja mais condescendente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. um pipi é um ser. aceito. mas o que eu gosto mais dos pipis é que são bons para se estar

      Eliminar