O orgasmo de Nazaré


Já perceberam que excito-me com qualquer coisinha. Devo ter o coração grande. Ou o nabo gigante. Há quem sofra por antecipação, eu pingo de tesão, que é exactamente o contrário. E quando fico de pau feito, nenhuma cona mal parida me segura. Se é feia de cona, é linda de cu. Se é um monstrengo de trás, é artista de mãos. Se tem artrite nos dedos, tem lábios de princesa. E se não tem nada, quessafoda, há outra mesmo ali ao lado.

Não quero dizer com isto que sou um tipo fácil. Que ideia... Tenho boa boca, é verdade, mas sou um gajo exigente. Exijo que aquela queca seja a melhor queca da semana. E a melhor queca em 7 ou 8 não é nada mau. Há, no entanto, pré-quecas que são melhores do que as quecas da semana. E a isso eu chamo a provocação do ano. O que podem ouvir a seguir é ainda melhor. É a provocação do século!



Sim, é o orgasmo de Nazaré. Foi ela que enviou o som, 15 minutos antes de nos encontrarmos. Agora perguntam-me: foi a foda do século? Depois conto-vos...

22 comments

Sílvia Pinto 2 de fevereiro de 2017 às 14:26

Existem orgasmos incontroláveis e gargantas, qual caixa de música, que gritam, emitem sons, que nem feras no cio, ihihhihihi

António 2 de fevereiro de 2017 às 14:49

que los hay, los hay sílvia

Anginha Sexy 2 de fevereiro de 2017 às 15:14

A Mulher nem se dá conta do som que liberta quando no momento H
Adorei o post ;-)

Beijoos

António 2 de fevereiro de 2017 às 16:45

um som maravilhoso anjinha. maravilhoso!

Lynce 2 de fevereiro de 2017 às 17:02

Uma vez tive que enfiar parte do lençol na boca de uma amiga, tal era a gritaria...

António 2 de fevereiro de 2017 às 17:21

fico ainda mais duro quando gritam

Olivia 2 de fevereiro de 2017 às 19:52

Temos de esperar para saber o resto...

Darkness 2 de fevereiro de 2017 às 20:24

Amigo...António...uma boa foda...sem duvida é sempre uma boa foda...daquelas que quando acabamos de foder...e ficamos na duvida e...lá temos que repetir a dose... :))))
O gemer...baixinho...e aos poucos se torna...incontrolável...entre estocadas secas e ritmadas...
E o tal barulho de fundo(entre prantos e gemidos de prazer) a instigar o acto...fodilhento...
Abraço...

António 2 de fevereiro de 2017 às 21:54

não demora olívia!

António 2 de fevereiro de 2017 às 21:57

amigo darkness, não há medida para a dose certa. abraço

chocolícia 3 de fevereiro de 2017 às 02:31

Soy barulhenta!

Juan Ghario 3 de fevereiro de 2017 às 07:55

Mt bom... foste bem tratado por certo...

António 3 de fevereiro de 2017 às 08:14

isso gostava de ouvir chocolícia

António 3 de fevereiro de 2017 às 08:15

se calhar foi só fogo de vista juan...

WOLF 3 de fevereiro de 2017 às 08:34

A coisa promete,mas como o Povo diz,"Ver para crer" ou "Quando a esmola é grande o pobre desconfia",que tenha valido a pena e não tenha sido só fogo de artifício,hehehehehe

Abraço

António 3 de fevereiro de 2017 às 09:00

lobo, de vez em quando é fogo que arde sem se ver. e eu gosto de ver...

Juan Ghario 3 de fevereiro de 2017 às 19:44

Se calhar...? Oh diabo, ñ me digas?

António 3 de fevereiro de 2017 às 19:50

paciência juan. paciência...

Soren Kierk 4 de fevereiro de 2017 às 00:39

Uau. Maravilha.

António 4 de fevereiro de 2017 às 09:36

gostas soren?

The Best 4 de maio de 2017 às 22:17

Parabens pelo post e pelo espaço, muito bom

António 4 de maio de 2017 às 22:50

thanks!

Enviar um comentário