Curtas da semana #13

Conheci uma moça de 20 anos que ainda tem medo do bicho-papão. Conversa puxa conversa, lá a convenci a mostrar-me a pachacha. Saiu-me um papo de cona que nem vos passa pela cabeça. Não passou pela vossa, mas passou pela minha...


Não lhe perguntei se queria apanhar na cona porque não sou ordinário. Sugeri-lhe que enfiasse o meu nabo na rata. Ela gostou tanto da ideia que transformou a foda numa grande javardice. Iam gostar de ver como ela aguentou com o meu jacto de meita morna.

Comi pito rechonchudo. Eram tanto os refegos que lhe perguntei como é que ela enfiava aquilo tudo na cuequinha.

Confirmei a minha teoria: quando uma gorda fode, está apenas a foder. Não há cá angústias nem inquietações. Isso é coisa de mulheres de fraca carne.

Já conheceram alguma gaja que gostasse de cheirar o sovaco? Estive com uma do género. Disse-lhe: "Vem cá abaixo cheirar-me a pentelheira!" Ela lá foi e aproveitou para me sugar os colhões.
partilha:

4 comentários:

  1. Amigo António que elixir usas para que as mulheres sejam como abelhas ao mel?
    Grande abraço e....... a imagem é divina

    ResponderEliminar
  2. não é o da juventude, que esse só dá para fazer merda.

    ResponderEliminar
  3. O pito já era rechonchudo e tu ainda foste rechea-lo com o teu caralho duro!

    E isto:
    "Confirmei a minha teoria: quando uma gorda fode, está apenas a foder. Não há cá angústias nem inquietações. Isso é coisa de mulheres de fraca carne." - 'tá mt bom.

    ResponderEliminar
  4. era pito que gosta de recheio farto reclamatione

    ResponderEliminar