Cantigas do bandido #9

Estou sem paciência para vos contar histórias dos pipis que têm passado por este vosso amado caralho. É Natal, as moças querem que lhes dê a última foda do ano e, por isso, estou um caco. Deixo-vos com um trecho de um poema do brasileiro Bernardo Guimarães e vou ali cair nos braços de Morfeu.


Vinde, ó putas e donzelas,
vinde abrir as vossas pernas
ao meu tremendo marzapo,
que a todas, feias ou belas,
com caralhadas eternas
porei as cricas em trapo...
Graças ao santo elixir
que herdei do pajé bandalho,
vai hoje ficar em pé
o meu cansado caralho!
partilha:

8 comentários:

  1. Se elas querem...a malta pimba, fode-as como se não houvesse amanhã!

    :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. abraços e beijinhos é só depois das segunda esporradela. até lá, é caralhadas e cavadelas

      Eliminar
  2. Para seduzir as donzelas, tens que ser mais soft...
    Obscenidades são para lhes sussurrar aos ouvidos e só quando elas se estão a vir...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. elas não se queixam do hard que tenho entre as pernas

      Eliminar
  3. O Von é um sedutor nato...quanto as donzelas, já devem estar extintas!
    Antônio, deixe alguma coisa para o ano novo!
    Abraços e beijos a todos com votos de um bom Natal!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. deixei uma ou duas por papar. e muitas outras que surgirem entretanto

      Eliminar