se eu pimba, elas pumba

Nunca tinha dito coisa tão feia. É tão pindérico o piropo que me fez estremecer de pavor. Será que me tornei num campónio a cheirar a bosta? Não há desculpa. Nem mesmo a poderosíssima vontade de lhe partir a bilha. Nem sequer o desejo de ficar de barriga cheia e colhões vazios. Não, não queria lançar-lhe apenas uma pequena esguichadela na boca. Era muito mais do que isso. Queria escarafunchar-lhe a crica (ou o cu, se fosse essa a sua vontade) à nabada.


O curioso é que a coisa funcionou. Por isso, tenho que largar esta snobeira tola e passar a atacar as gajas com as tiradas mais pimba que houver. Desta vez, saquei-a com a seguinte imbecilidade:
- Querida, vou abrir-te as pernas e mostrar-te a melhor forma de queimar calorias.
Da próxima vez, vou descer ainda mais baixo. O que acham disto?
- Ó jeitosa, és mais apertadinha do que os rebites de um submarino.
partilha:

7 comentários:

  1. Bem me excita as besteirinhas no ouvido... ótimo jeito de perder calorias!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. abrir as pernas não queima calorias. é preciso muito trabalhinho nas articulações

      Eliminar
  2. Cuidado com as gajas...se as fodes bem, estás tramado, nunca mais te largam!

    ResponderEliminar
  3. Mmmmmmm. Estou "obesa" de calorias entre as pernas. rsrs Beijos.

    ResponderEliminar