conversas da sarjeta #44

- Fode-me! Por favor, fode-me!
- Estou na dúvida...
- Dúvida?! Se vais ou não foder-me?
- Nada disso. Vou foder-te, claro. A minha dúvida é outra.
- Foda-se, desde quando é que tens dúvidas?
- Quando me pedes que te foda, trata-se de uma necessidade de satisfação ou a vontade de ser preenchida?
- Não percebo...
- Queres vir-te ou queres sentir-me esguichar dentro de ti?
- Continuo sem perceber. Esquece essas merdas metafísicas e fode-me. Por favor!
- Estás a pedir que te faça ter um orgasmo ou estás a implorar por pau?
- Tu sabes que adoro o teu caralho. Quero tê-lo dentro de mim. É isso que eu te peço: enche-me a cona. Melhor: come-me o cu. Por favor! Não preciso de me vir. Aliás, não quero vir-me. Quero picha! É isso, quero picha!
partilha:

5 comentários:

  1. Dá-lhe picha então ó páh!!!
    E enterre o coiso até o fim da coisa!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Voltei para ver a imagem..que metida gostosa.... está estourando o cuzinho dela!!!

      Eliminar
    2. e dei. só lancei a dúvida para a ouvir pedinchar por pau

      Eliminar
  2. Não o imaginava um homem de tantas palavras!
    De-lhe o que ela quer....e faça-a vir-se...isso é que é de homem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. isso é que é ser preso por ter cão e preso por não ter. se a papasse sem dizer palavra seria um insensível. como usei da palavra antes de usar o pau, sou um insensível

      Eliminar